Pontos Turísticos › Memorial da América Latina em São Paulo

Inaugurado em 18 de março de 1989, no bairro da Barra Funda, na cidade de São Paulo, o Memorial da América Latina foi criado para difundir as manifestações latino-americanas de criatividade e saber, sempre com o objetivo de interagir relações culturais, políticas, econômicas e sociais.

Em uma área com 84.480 m², o arquiteto Oscar Niemeyer projetou o espaço em cima do projeto cultural desenvolvido pelo sociólogo brasileiro Darcy Ribeiro, que sempre defendeu a integração da América Latina.

O espaço é divido em vários ambientes. Como a Praça Cívica, um espaço aberto onde se encontra um dos maiores símbolos do Memorial, a escultura “A Grande Mão”, que simboliza o sangue derramado pelos povos latino-americanos na luta pela liberdade; o Salão de Atos Tiradentes, que tem seis painéis que contam a saga da colonização latino-americana; o Auditório Simon Bolívar, famoso por já ter recebido chefes de Estado como Bill Clinton, Fidel Castro, Hugo Chávez, entre outros. A Biblioteca Latino-Americana, que conta com o maior acervo especializado em cultura latino-americana, com cerca de 30 mil volumes. Outro ambiente é o Pavilhão da Criatividade Popular Darcy Ribeiro, em que há uma maquete com quase mil pequenas peças, criada pelos artistas Gepp e Maia, com os principais pontos turísticos dos paises latino-americanos e cenas como uma do livro de Ernest Hemingway escrita em Cuba, O Velho e o Mar. O Pavilhão abriga também uma exposição permanente de arte popular latino-americana.

O Memorial conta ainda com o Anexo dos Congressistas, espaço dedicado a atividades acadêmicas, diplomáticas e pequenas exposições. E a Galeria Marta Traba de Arte Latino-Americana inaugurada em 1998 e projetada também por Oscar Niemeyer, num espaço que funcionava originalmente como restaurante especializado em comida latino-americana.

Além de todos esses ambientes, o Memorial destaca-se como um dos principais pontos turísticos da cidade pelos grandes nomes que recebeu até hoje, como Luciano Pavarotti e o Balé de Cuba (que se apresentou na inauguração com a bailarina Alicia Alonso). Além disso, foi durante anos a sede da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo e foi lá que nasceu o projeto da Universidade de Música e a Orquestra Jazz Sinfônica.

O Memorial recebe grupos para visitas gratuitas e monitoradas. O espaço tem uma grande área ao ar livre, mas a falta de árvores o deixa com o clima árido, então para a visita é bom se prevenir.

Texto: Ana Luiza Galvão

Serviço:

MEMORIAL DA AMÉRICA LATINA
End.: Avenida Auro Soares de Moura Andrade, 664 - Barra Funda – Zona Oeste - São Paulo – (Metrô Barra Funda).
Tel.: (11) 3823 - 4600
E-mail: bancodeideias@memorial.sp.gov.br
Site: www.memorial.sp.gov.br
Horário: De terça a domingo, das 9h às 18h.
Grátis.

fonte: http://www.cidadedesaopaulo.com/eventos/acontece.asp?idnot=659

O em São Paulo é um guia informativo online que procura oferecer telefones, endereços e mapas de estabelecimentos.
O em São Paulo visa somente a reprodução dos dados obtidos por pesquisa e contrubuição dos usuários, sendo que seus idealizadores não se responsabilizam por qualquer informação de conteúdo errôneo e/ou inconsistente. Este é um site gerido pela Dozem Marketing Digital